Mamoplastia Redutora

Indicada para pacientes com mamas grandes, portadoras de Hipertrofia Mamária, mamas que excedem em peso, causando desconforto físico e psicológico para as pacientes.

A Hipertrofia mamária pode ser juvenil, se faz perceptível logo após a adolescência ou  na fase adulta, quando as mamas ficam hipertróficas após gravidezes sucessivas ou aumento do peso corporal importante.

Além do volume e peso das mamas, também acompanha o quadro, a queda das mamas (Ptose mamária).

 

Outros danos causados pela Hipertrofia Mamária


A permanência durante muitos anos com as mamas excessivamente grandes, está relacionada com sérios desvios na coluna e hérnias de disco e até cervicais (no pescoço).

Problemas na coluna lombar são muito comuns, além da hipertrofia da musculatura dos ombros (trapézios), que fazem esforço físico intenso para sustentar o peso projetado para frente das mamas hipertróficas.

 

Gigantomastia
A Hipertrofia mamária pode ser classificada de acordo com o tamanho das mamas.

Podem variar do grau I ao IV sendo o ultimo grau também chamado de Gigantomastia.

Nos casos de gigantomastia, a cirurgia pode estar indicada até mesmo antes dos 16 anos, com a devida indicação médica e autorização dos responsáveis.

 

Problemas psicológicos


A dificuldade dessas pacientes em encontrar roupas e soutiens adequados é uma constante e no caso das mais jovens e portadoras da hipertrofia mamária juvenil, não é incomum o relato de problemas psicológicos de relacionamento social e até amoroso, devido à vergonha do tamanho do órgão.

 

A cirurgia
Ela deve contemplar a redução das mamas e o seu reposicionamento na altura dos mamilos e aréola. Ainda há a possibilidade de redução do diâmetro das aréolas e mamilos, aumentados após períodos de amamentação e/ou engorda.

Por incrível que possa parecer, a cirurgia de redução das mamas normalmente é menos dolorosa do que a cirurgia de aumento das mamas com silicones. A dor da súbita expansão da pele que ocorre no aumento mamário é menos tolerada do que a sentida quando se faz a redução.

O alívio do sobrepeso é imediato e as pacientes acometidas por esta patologia experimentam uma sensação de emagrecimento súbito, porque o excesso de mamas provoca a aparência de que a paciente possui mais peso do que realmente possuem.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

Como serão as cicatrizes nas mamas?

O que são queloides e cicatrizes hipertróficas?

Poderei amamentar após a cirurgia de redução das mamas?

O que é glândula mamária acessória ou glândula mamária axilar?

Qual é a anestesia necessária para realizar a redução mamária?

Qual é a anestesia necessária para realizar a redução mamária?

 

Como serão as cicatrizes nas mamas?

A qualidade das cicatrizes não podem ser asseguradas, mas determinados cuidados poder facilitar os processo de cicatrização.

 

De um modo em geral, as cicatrizes resultantes são de boa qualidade na maioria dos casos.

Quando algumas dessas cicatrizes ou alguma porção destas chegam a incomodar por seu calibre o alargamento, retoques estéticos poderão ser realizados após 4 a 6 meses do procedimento inicial (voltar às perguntas)

 

O que são queloides e cicatrizes hipertróficas ?
Queloides são tumores cicatriciais raros quem podem chegar a aumentar 10x o tamanho da cicatriz normal, são muito raros e muitas vezes confundidos com cicatrizes hipertróficas.

O mais comum porém são o aparecimento de cicatrizes hipertróficas, que são um pouco mais grossas e largas do que as cicatrizes normais, estas são tratadas com a retirada simples nas mesmas e nova sutura.

Queloides devem ser submetidas à radioterapia local, logo após a sua retirada. (voltar às perguntas)

 

Poderei amamentar após a cirurgia de redução das mamas?
Técnicas modernas de preservação do tecido glandular, permitem que as pacientes estejam aptas a amamentar.

 

Assim como a cirurgia de inclusão de próteses de silicone não interferem com a amamentação, esta cirurgia também deve preservar este importante momento materno. (voltar às perguntas)

 

É possivel reduzir o diametro das aréolas e mamilos durante a cirurgia de redução mamária ?
Sim, esta é uma possibilidade e normalmente está relacionada também à necessidade de ascensão do complexo aréolo-mamilar. (voltar às perguntas)

 

O que é glândula mamária acessória ou glândula mamária axilar?
Esta alteração anatômica é muito comum em pacientes portadoras de mamas grandes.

É a presença de tecido mamário fora das mamas, normalmente presente nas axilas, com o sem a presença de mamilos.

As pacientes normalmente percebem que determinado volume próximo das axilas, sofre alteração durante os períodos do ciclo mestrual.

Esta alteração pode ser corrigida cirurgicamente no dia da cirurgia de redução mamária.  (voltar às perguntas)

 

Qual é a anestesia necessária para realizar a redução mamária?
Consulta pré anestésica com anestesiologista é sempre necessária antes da realização de qualquer procedimento que envolva anestesia.

O anestesiologista deverá determinar qual técnica é mais adequada para cada caso e de acordo com cada paciente e procedimento a ser realizado.

De um mode geral, as cirurgias de redução das mamas são realizadas com anestesia local e sedação ou anestesia geral. (voltar às perguntas)

Faça o agendamento online. É fácil, rápido e seguro.

Menino Deus, 63 . Sala 414 . Centro . Florianópolis 

Cirurgião Plástico em Florianópolis, Referência em Peeling de Fenol, Cirurgia Plástica Reparadora e Prótese de Silicone.